Veneza – Italia

recomendo               CustoCustoCustoCustoCusto 

Veneza è uma cidade que vive suspensa entre terra e água. Um lugar onde a complexidade da vida cotidiana se dilui no ritmo imposto pela natureza. Única no mundo, entre o respiro do mar e a estressante realidade da terra firme, talvez por isso Veneza seja um destino tão procurado por pessoas do mundo todo que sonham em conhecê-la, e que não raro, ao chegar mal conseguem conter a emoção. Estive duas vezes em Veneza, uma delas inclusive no carnaval, alias aquele que decidir ir a cidade neste período deve ter em mente que a cidade que já é lotada durante todo o ano fica ainda mais cheia e por isso observando a lei de oferta e da procura também os preços, que já são salgados, se tornam pior. Outra coisa importante é que durante o carnaval conhecer a cidade se torna uma tarefa árdua e complicada, já que as ruas estreitas ficam e o grande numero de pessoas restringem e muito o ir e vir, fora que nos principais pontos turísticos se formam intermináveis filas, fazendo com o que o turista ao final do dia se sinta extremante cansado e com a sensação que não conheceu nada, o que de fato é verdade. Mas o carnaval em Veneza não é so isso, as fantasias e o desfile de mascaras, alem dos bailes noturnos e das orquestras a céu aberto dão a cidade um ar ainda mais romântico que de costume. Se aqui vale uma dica, não economizem no agasalho porque o vento e a umidade, aliado ao inverno rigoroso da Europa transformam a cidade em um verdadeiro freezer.  

Na minha opinião se você esta disposto a acordar bem cedo, um dia é pouco mas dois são mais que suficientes para conhecer com calma os principais pontos turísticos e ainda curtir com a paisagem noturna de Veneza saboreando um belo jantar nos restaurantes a beira do canal ou na Piazza San Marco.   

Abaixo os lugares que não podem deixar de ser visitados: 

Gran Canale: Vale a pena um passeio pelo Grande Canal principalmente em dia de sol que colore as fachadas dos palácios ao longo do canal e realça os reflexos na água.

Basilica di San Marco: Em 832, foi erguida ali uma igreja que foi incendiada durante uma rebelião em 976, reconstruída em 978 e, mais uma vez, em 1063, no que viria a ser a base do atual edifício.Uma das mais exóticas catedrais da Europa, a Basílica de San Marco exibe uma surpreendente coleção de mosaicos, como “A Chegada do Corpo de San Marco”, na fachada. A visita é cansativa, pois é preciso seguir em fila por um trajeto definido durante todo o tempo. Procure chegar bem cedo, antes dos grupos de turistas que lotam a igreja a maior parte do dia. A entrada é gratuita a menos que você queira subir no topo da basílica que custa €4,00 euros.

Gelato (sorvete): Em quase todas as esquinas há uma sorveteria com dezenas de sabores, mas uma das melhores, a Palolin, fica no Campo Santo Stefano. Experimente o sorvete de Nutella.

Piazza San Marco: Na minha opinião é o ápice de Veneza, um enorme páteo rodeado pela Basílica de San Marco, o Campanile, a Torre do Relógio, o Museu Correr entre outras atrações.  

Torre da Campanile: É a construção mais alta de Veneza. Originalmente construída para servir de orientação às embarcações que se aproximavam da cidade. A vista do alto do Campanile é deslumbrante e custa €4,00 euros.

Torre D’orologio: Construída no final do século 15, exibe as fases da lua e os signos do zodíaco, representados em azul e dourado no grande relógio que ainda funciona porem os minutos andam apenas de 5 em 5 minutos. Uma lenda conta que depois que os inventores do relógio terminaram a obra tiveram seus olhos arrancados para que não pudessem repetir tal projeto. No alto está a figura do leão alado de San Marco, símbolo da cidade de Veneza.

Palazzo Ducale (Palacio do Doge):Na época em que Veneza era uma cidade-estado o palácio foi residência dos governantes chamados de doges. A construção que vemos hoje em nada tem a ver com aquele construído no século IX, já que em 1340 a construção passou por uma transformação que serve de base para a atual. Hoje. Anexo ao palácio está a antiga prisão da cidade (lado direito desta foto). Ligando os dois prédios está a famosa Ponte dos Suspiros.Embora seu nome tenha uma conotação romântica, a verdade é que o nome surgiu graças aos prisioneiros que eram levados do Palácio para a prisão. Conta-se que ao passar por esta ponte elas davam uma última olhada pela janelinha, viam a liberdade pela última vez, e suspiravam de tristeza.Ambos podem ser visitados através do museu vizinho ao palácio que custa €12,00 o bilhete.

Ponte Rialto (construção 1588): Ate 1854 era a única maneira de cruzar o canal grande, e hoje é um dos locais mais famosos de Veneza, a ponte oferece belas vistas do Canal e serve de marco para o centro da cidade. Próximo a ponte tem uma feira com artesanato, cristais de murano, mascaras de carnaval e outros souvenirs, vale a pena pelo menos um giro.

Passeio de Gôndola: Ir a Veneza e não passear de Gôndola é como ir ao Rio de Janeiro e não visitar o Cristo ou ir a Paris e não ver a Torre Eifel. O preço è salgado, são €80,00 euros o passeio mais longo que dura cerca de 2 horas e passa inclusive pelo Gran Canale. É bom lembrar que cada gôndola comporta 5 pessoas, logo se você quiser economizar é bom dividir em mais gente.   

Dicas: 

Ø       Para quem vai de carro, próximo a estação de trem, ainda em terra firma, tem um prédio estacionamento que custa €24,00 pelo período de 24 horas. A parte boa é que a saída é bem em frente a ponte para quem quer passear a pé por Veneza e muito próximo a estação do Vaporetto para quem que ir de barco. 

Ø       O vaporetto custa €1,10 e o bilhete tem validade de 75 minutos (sem bagagem), ou seja, dentro deste período de tempo você pode usá-lo como e quantas vezes quiser. Ou ainda você pode comprar o bilhete turístico que varia entre €12,00 e €31,00 dependendo do tempo de duração que você deseja.

Ø       Para quem quer economizar uma grana é melhor escolher alguns hotéis fora da cidade de Venezia, Mestre é sempre uma boa opção, outra boa opção só que um pouco mais distante é o Íbis de Padova que custa €59,00 euros a diária, mas lembre-se sempre de somar os €2,90 do trem ou os €3,00 do pedágio.

Ø       Na chegada enquanto ainda esta no pique opte por o caminho ate a Piazza San Marco a pé, da estação de trem ou do prédio estacionamento ate a Piazza San Marco são 50 minutos que podem ser mais ou menos dependendo da sua intenção de parar nas lojas que vendem os cristais de Murano e as mascaras tradicionais do carnaval de Veneza.

Ø       Andar por Venezia é muito simples pois apesar das estreitas ruelas a sinalização é muito boa, para quem chega basta seguir as placas que indicam Rialto e San Marco.

Ø       A tradicional feira de Rialto também merece atenção por parte do turista, ali é um lugar interessante para quem quer comprar um souvenir.

Ø       Se prepare porque Veneza é uma cidade cara principalmente para comer, um pedaço de pizza e uma coca-cola podem custar até €15,00 por isso os paninos e o McDonald’s são sempre opções econômicas.

Ø       Quem vai com escurçao opte por comprar as entradas dos pontos turísticos e principalmente o passeio da gôndola diretamente no local, não compre os pacotes oferecidos pelos guias e agencias porque você pagara em média 30% mais caro.

Ø       Na Piazza San Marco você terá opção de subir no teto da Basílica, na Torre d’orologio e na Torre da Campanile, o intuito é sempre o mesmo, apreciar a vista e claro você pagara por cada subida por isso escolha uma delas e pronto, minha sugestão é a Torre da Campanile, que custa €4,00.

Ø       Os meses de Março e Setembro são os melhores para visitar a cidade.  

Boa Viagem

Uma resposta para Veneza – Italia

  1. Bianca disse:

    Muito interessante ! Amo a itália e me interesso por tudo que há no seu interior !

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: