Podia ser assim….

Moro num lugar
Numa casinha inocente do sertão
De fogo baixo aceso no fogão,fogão à lenha ai ai
Tenho tudo aqui
Umas vaquinha leiteira,um burro bão
Uma baixada ribeira,um violão e umas galinha ai ai
Tenho no quintal uns pé de fruta e de flor
E no meu peito por amor,plantei alguém, plantei
alguém
Que vida boa ô ô ô
Que vida boa
Sapo caiu na lagoa,sou eu no caminho do meu sertão
Vez e outra vou
Na venda do vilarejo pra comprar
Sal grosso,cravo e outras coisa que fartá,marvada
pinga ai ai
Pego o meu burrão
Faço na estrada a poeira levantar
Qualquer tristeza que for não vai passar do mata-burro ai ai
Galopando vou
Depois da curva tem alguém
Que chamo sempre de meu bem,a me esperar(a me esperar)

Que vida boa ô ô ô
Que vida boa
Sapo caiu na lagoa,sou eu no caminho do meu sertão

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: